24 de outubro de 2017

Garimpo no mercado de pulgas: Master System III Compact; Zeebo; Star Voyager etc.

Retornei no último dia 24/10 à feira de antiguidades da Praça XV, um mercado de pulgas que acontece aos sábados no Centro do Rio de Janeiro. Dessa vez, os achados foram:

1. Master System III Compact;
2. Zeebo com 1 controle;
3. Cartucho Star Voyager para Atari 2600;
4. Par de joypads para Master System;
5. World of Warcraft Expansion Set.

1. Master System III Compact

Esse Master System está em ótimo estado de conservação e funcionamento, veio com um joypad e com o jogo Sonic na memória.

Master System III Compact | MARIO CAVALCANTI

Essa edição foi lançada pela Tectoy em 1992 e ela tem fonte interna.

Master System III Compact | MARIO CAVALCANTI

Master System III Compact | MARIO CAVALCANTI

A única saída de vídeo existente nesse console é a RF. As imagens abaixo são dele ligado em uma TV de tubo de 14 polegadas da CCE que tenho.

Sonic do Master System via RF | MARIO CAVALCANTI

Sonic do Master System via RF | MARIO CAVALCANTI

Sonic do Master System via RF | MARIO CAVALCANTI

2. Zeebo com 1 controle

Também em ótimo estado, esse Zeebo estava só com um controle, sem fontes, cabos de vídeo etc. Ainda não testei-o, mas em breve o farei. Quando conseguir testar, posto aqui no blog o resultado.

Zeebo da Tectoy. Console genuinamente brasileiro | MARIO CAVALCANTI

Para quem não conhece, o Zeebo é um console genuinamente nacional. Foi lançado em 2009 e fabricado pela Tectoy em parceria com a Qualcomm. Pertence à sétima geração dos videogames, ou seja, foi contemporânea do Xbox 360, Wii e PlayStation 3. Uma curiosidade é que o console não tem jogos em mídia física. Os games eram baixados a partir de uma rede 3G própria chamada ZeeboNet (acessível na tela inicial do console), mas essa rede já foi descontinuada.

3. Cartucho Star Voyager para Atari 2600

Durante o garimpo também encontrei esse cartucho do jogo Star Voyager para o Atari 2600. A etiqueta está meio surrada, mas eu não poderia deixá-lo para trás.

Cartucho do jogo Star Voyager para Atari 2600 (Imagic, 1982) | MARIO CAVALCANTI

O Star Voyager é um shooter espacial em primeira pessoa (assim como Elite, Space Battle e outros). Foi criado pelo programador Bob Smith e lançado pela Imagic em 1982. Os cartuchos da Imagic costumam ter esse visual, que eu acho bem maneirinho.

Cartucho do jogo Star Voyager para Atari 2600 (Imagic, 1982) | MARIO CAVALCANTI

Cartucho do jogo Star Voyager para Atari 2600 (Imagic, 1982) | MARIO CAVALCANTI

4. Par de joypads para Master System

Encontrei ainda um par de controles para o Master System. Um deles está com problema no segundo botão. Darei uma olhada depois. Fora isso, os direcionais e os botões restantes estão bons.

Par de joypads para o Master System | MARIO CAVALCANTI

5. World of Warcraft Cataclysm

Por fim, achei este World of Warcraft Cataclysm, que é um set de expansão (o terceiro, pra ser mais exato) lançado para o World of Warcraft.

World of WarCraft Cataclysm Expansion Set | MARIO CAVALCANTI

Ele é de 2009 e está em inglês. Não é retrô, mas está completinho, com caixa, capa do CD e manual.

World of WarCraft Cataclysm Expansion Set | MARIO CAVALCANTI

Carioca, jornalista, empreendedor e nerd. É editor do site RetroBased e proprietário da loja virtual Retro Mall. No YouTube faz resenhas de itens ligados a micros antigos, consoles clássicos e retrogames.

19 de setembro de 2017

Garimpo no mercado de pulgas: Coleco Bowlatronic (1981); Caixas de som 2.1 da Troni

No último sábado (17) fui novamente à feira de antiguidades da Praça XV, um mercado de pulgas que acontece aos sábados no Centro do Rio de Janeiro. Os achados do dia foram um Bowlatronic da Coleco e um conjunto de caixas de som 2.1 com mini super woofer da Troni para PC. Ambos em ótimo estado.

O conjunto 2.1 da Troni usarei no meu Pentium MMX 233. Ele tem um controle de volume bacana e um super woofer (não exibe tanto grave quanto um subwoofer, mas dá conta do recado).

O Coleco Bowlatronic foi o achado do dia. Ele é um boliche eletrônico de 1981. Nessa época existiram vários joguinhos eletrônicos baseados em LEDs e em VFDs (Vacuum Fluorescent Displays) lançados por empresas como Radio Shack, Mattel e Entex Electronics. São mais ou menos contemporâneos (ou será que posso chamá-los de primos?) de linhas de minigames como Game & Watch, da Nintendo.

Ainda vou dar aquele trato, tirar poeira e tal, mas esse Bowlatronic está funcionando direitinho. O bichinho funciona com uma bateria de 9 volts (aquela retangular), tem 40 cm de comprimento, imita uma pista de boliche e é bem leve. Esse vai pra coleção.

Carioca, jornalista, empreendedor e nerd. É editor do site RetroBased e proprietário da loja virtual Retro Mall. No YouTube faz resenhas de itens ligados a micros antigos, consoles clássicos e retrogames.

1 de julho de 2017

Garimpo no mercado de pulgas: Joystick QuickShot QS-201; Microsoft Dangerous Creatures etc.

Hoje retornei à feira de antiguidades da Praça XV, no Centro do Rio, e entre outros itens garimpei um Microsoft Dangerous Creatures (1994), um Corel PrintHouse (1995) e um joystick analógico de PC (conector padrão DB15) QuickShot QS-201 com quatro botões.

O QuickShot está em ótimo estado. Higienizei e testei ele. Está com os quatro botões funcionando (mais fotos abaixo). O Dangerous Creatures vai para a minha coleção de CD-ROMs da linha Microsoft Home. Essa linha reunia programas educativos e de entretenimento da Microsoft em disquetes e CD-ROMs, e teve seu auge entre 1993 e 1995.

Carioca, jornalista, empreendedor e nerd. É editor do site RetroBased e proprietário da loja virtual Retro Mall. No YouTube faz resenhas de itens ligados a micros antigos, consoles clássicos e retrogames.

22 de Maio de 2017

Garimpo no mercado de pulgas: Sea Battle da Radio Shack (1993)

No último sábado (20) estive novamente na feira de antiguidades da Praça XV, no Centro do Rio. De vez em quando vou lá garimpar relíquias ligadas a games, consoles e computadores. Dessa vez achei esse carinha aqui, o jogo Sea Battle, da Radio Shack. Ele é de 1993 e é para dois jogadores.

As dimensões aproximadas dele são 25 cm (comprimento) x 16 cm (largura) x 3,5 cm (altura). É mais ou menos do tamanho de um tablet ou um livro. É preciso reparar as telas, mas o restante — botões, sons, LED de power — está funcionando perfeitamente. Apesar de não ver nada, consigo ouvir, por exemplo, o som do tiro. Funciona com duas pilhas do tipo AA. As labels também estão em ótimo estado, nenhuma está solta ou rasgada. O mais legal foi o preço. Consegui resgatá-lo por R$ 5,00 em uma barraca onde predominavam roupas e acessórios femininos.

Nas décadas de 80 e 90 a Radio Shack lançou outros jogos eletrônicos com nomes similares, como o Electronic Sea Battle (no mesmo estilo do Sea Battle, mas com pinos para encaixar e painéis de LED) e o Sonic Sea Battle (minigame com um formato mais vertical, estilo Game Boy). Todos com algum componente eletrônico e todos obviamente com a temática de batalha naval.

Carioca, jornalista, empreendedor e nerd. É editor do site RetroBased e proprietário da loja virtual Retro Mall. No YouTube faz resenhas de itens ligados a micros antigos, consoles clássicos e retrogames.