15 de outubro de 2015

Quando os micros são os protagonistas

Quem é das antigas deve se lembrar que mesmo antes da popularização dos PCs já era comum a aparição de microcomputadores em filmes. Dá até para perder a conta de películas em que aparece um agente secreto, um oficial do FBI ou uma pessoa comum manuseando um computador. O site Starring the Computer (Estrelando o Computador) coleciona essas cenas de filmes. Como se não bastasse, o site também informa quais modelos de micros aparecem nas cenas (yeah!).

Um PC-XT no filme “Curtindo a vida adoidado” (1986), dois clássicos dos anos 80 😉

Além da busca por filmes, é possível pesquisar também por computadores (um barato, né?). Clicando na opção “Computers”, no menu principal, o site faz a organização inversa, exibindo uma lista de fabricantes de computadores e seus respectivos modelos, tudo organizado por ordem alfabética. A partir daí fica fácil saber se o seu micro clássico preferido já apareceu em algum filme.

Um Amstrad CPC6128 na série britânica Only Fools and Horses (1989)

Com essa ordenação por computadores, podemos descobrir coisas curiosas, como um CP 500 (o clone do TRS-80 que fez muito sucesso no Brasil nos anos 80) da Prológica aparecendo em uma cena de Tropa de Elite, que foi lançado em 2007, mas cuja história se passa em 1997. Vi o filme mais de uma vez e esse CP 500 passou batido por mim (vergonha!). Destaque para a cara de motivação do Mathias.

CP 500 em “Tropa de Elite”

Em suma, o Starring the Computer é desses sites que vale a pena favoritar e guardar como guia de referência.

Novamente o CP 500 em “Tropa de Elite”
25 de agosto de 2015

The SID Station: uma rádio online 24/7 com músicas do C64

“Welcome to The SID Station! Another visitor! Stay a while; stay forever!”

Há pelo menos três anos venho escutando a The SID Station, uma rádio online 24/7, de Londres, que toca somente (ou quase somente) músicas do Commodore 64. Sim, é SID na veia. Para quem gosta do som do SID e de game musics em geral, é um prato cheio.

A rádio oferece quatro formatos de transmissão: QTL, PLS (formato de playlists que ficou popular a partir do Winamp), RAM (Real Media) e ASX (Media Player). Costumo usar o último. É só copiar o link e abrir pelo Windows Media Player (no caso de quem utiliza Windows). Sem firulas, sem a necessidade de plugins estranhos.

Sempre que a transmissão da rádio se inicia, uma vinheta curta e pegajosa (ela fica na cabeça de quem ouve!) é executada antes das músicas começarem a rolar: primeiro o ouvinte escuta um “Welcome to The SID Station!” e, logo em seguida, uma voz sintetizada tirada do jogo Impossible Mission diz “Another visitor! Stay a while; stay forever!!”. Foi o que aconteceu comigo. Ouvi uma vez e curti muito.

É uma ótima pedida, inclusive, na falta de um MP3 player, para quem tem 3G ilimitado ou para se ouvir em hotéis, aeroportos ou outros lugares que ofereçam Wi-Fi de graça. A rádio toca muita coisa bacana, inclusive de nomes como Ben Daglish (Death Wish III, Terramex, The Last Ninja), David Whittaker (Lazy jones) e Rob Hubbard (Monty on the Run, Saboteur II).

Por fim, a SID Station também faz live shows, e o próximo será no dia 29 de agosto de 2015, como mostra esse post no Facebook.