21 de outubro de 2015

Blast from the Past, a loja retrô de De Volta para o Futuro II

Enfim, chegamos ao dia 21 de Outubro de 2015! Acompanhando a onda de homenagens à data em que Marty McFly (Michael J. Fox) chega ao futuro na segunda parte da trilogia De Volta para o Futuro, resolvi fazer este post.

Quem é fã da trilogia, deve se lembrar da loja de antiguidades de Hill Valley em que McFly entra em 2015. Foi lá que ele comprou o célebre Almanaque dos Esportes, que trazia o resultado de jogos de diversos esportes ocorridos entre 1950 e 2000 – e que tornou Biff Tannen um magnata. Pois bem, a fictícia loja de antiguidades se chama Blast from the Past (é possível ver esse nome também no recebido de pagamento que acompanha o almanaque no filme) e comercializa principalmente artigos dos anos 60, 70 e 80.

Pausando o filme e dando uma atenciosa olhada na vitrine e no interior da loja, podemos ver itens que certamente são do agrado de quem gosta de videogames e computadores antigos. Abaixo montei uma breve lista – com a ajuda da Futurepedia – de alguns dos artigos da vitrine:

1. Cartucho do clássico jogo BurgerTime para Nintendo;
2. Cartucho do jogo Tubarão (Jaws) para Nintendo (baseado no filme homônimo de Spielberg);
3. Computador Macintosh de 1984;
4. TV de tubo da JVC;
5. Cartucho do jogo R.C. Pro também para o NES.

A loja conta ainda com outros artigos considerados retrôs em 2015, como um projetor Super-8, fitas VHS, uma lâmpada de lava, um aspirador de pó da Black & Decker de 1988, uma câmera analógica da JVC, um vídeo cassete Betamax entre outras relíquias.

Se pararmos para analisar como a loja foi montada, veremos que foi uma grande sacada. Como vimos, muitos dos itens são da década de 80. E De Volta para o Futuro II entrou em cartaz em 1989. Logo, a vitrine da Blast from the Past exibe muitos artigos que realmente estavam em evidência no ano em que o filme estreou. Ou seja, deve ter sido muito divertido montar a vitrine e imaginá-la como obsoleta no futuro.

Carioca, jornalista, empreendedor e nerd. É editor do site RetroBased e proprietário da loja virtual Retro Mall. No YouTube faz resenhas de itens ligados a micros antigos, consoles clássicos e retrogames.

15 de outubro de 2015

Quando os micros são os protagonistas

Quem é das antigas deve se lembrar que mesmo antes da popularização dos PCs já era comum a aparição de microcomputadores em filmes. Dá até para perder a conta de películas em que aparece um agente secreto, um oficial do FBI ou uma pessoa comum manuseando um computador. O site Starring the Computer (Estrelando o Computador) coleciona essas cenas de filmes. Como se não bastasse, o site também informa quais modelos de micros aparecem nas cenas (yeah!).

Um PC-XT no filme “Curtindo a vida adoidado” (1986), dois clássicos dos anos 80 😉

Além da busca por filmes, é possível pesquisar também por computadores (um barato, né?). Clicando na opção “Computers”, no menu principal, o site faz a organização inversa, exibindo uma lista de fabricantes de computadores e seus respectivos modelos, tudo organizado por ordem alfabética. A partir daí fica fácil saber se o seu micro clássico preferido já apareceu em algum filme.

Um Amstrad CPC6128 na série britânica Only Fools and Horses (1989)

Com essa ordenação por computadores, podemos descobrir coisas curiosas, como um CP 500 (o clone do TRS-80 que fez muito sucesso no Brasil nos anos 80) da Prológica aparecendo em uma cena de Tropa de Elite, que foi lançado em 2007, mas cuja história se passa em 1997. Vi o filme mais de uma vez e esse CP 500 passou batido por mim (vergonha!). Destaque para a cara de motivação do Mathias.

CP 500 em “Tropa de Elite”

Em suma, o Starring the Computer é desses sites que vale a pena favoritar e guardar como guia de referência.

Novamente o CP 500 em “Tropa de Elite”

Carioca, jornalista, empreendedor e nerd. É editor do site RetroBased e proprietário da loja virtual Retro Mall. No YouTube faz resenhas de itens ligados a micros antigos, consoles clássicos e retrogames.